Alergia primaveril? Saiba quais os alimentos e as plantas que o podem ajudar.

Atualizado: Abr 17


A temperatura teima em subir, mas a Primavera está aí e com ela a polinização, por isso… aparecem (ou pioram) as alergias!

É sem dúvida uma das estações do ano mais exigentes para o sistema respiratório. A boa notícia é que podemos fortalecer o nosso organismo e ajudá-lo na prevenção das alergias respiratórias de uma forma natural, através da alimentação e das plantas medicinais.

Mas para sentir as diferenças deve começar o quanto antes!

Aqui ficam algumas pautas que podem fazer uma grande diferença:

  • Respirar correctamente e profundamente, esta é um boa maneira de nutrirmos os pulmões. Existem diversos tipos de respiração, aconselho uma simples e eficaz ( também indicada para reduzir o stress): Inspirar pelo nariz e sentir que o ar passa pelo peito e enche o abdómen (podemos colocar a mão sobre o abdómen, para ver como este se dilata), quando o este estiver dilatado, reter o ar durante alguns momentos, para depois expirar de uma vez todo o ar pela boca, voltar a inspirar profundamente pelo nariz e repetir todo o processo. Repetir pelo menos 10 vezes.

  • Reduzir ou evitar consumo de lacticínios (1).

  • Beber água e infusões ao longo do dia.

  • Temperar os alimentos com ervas aromáticas com propriedades anti-inflamatórias, anti-sépticas e anti-alérgicas, tais como o oregão, o tomilho, a salsa, a salva, o alecrim e a hortelã-pimenta.

  • No caso de asma alérgica, suprima certos alimentos que suspeite que lhe possam estar a causar alergia, sendo os mais comuns os lacticínios, os mariscos, os ovos e os produtos ricos em glúten. Considerar também as gomas, rebuçados e gelatinas, uma vez que contêm diversos corantes que podem provocar asma.

  • É importante renovar o ar da nossa casa, mas nos picos da polinização devemos abrir as janelas mais ao final do dia, quando os níveis de polinização são mais baixos.

  • Lavar as fossas nasais com água do mar ou soro fisiológico de manhã e sobretudo à noite. Este processo é fundamental para eliminar as secreções e os alergénios.


Segundo a Medicina Tradicional Chinesa, o elemento que rege o Pulmão é o Metal. A cor associada a este elemento é o branco e o sabor o picante, mas um picante moderado. Gengibre, alho, cebola, aipo, nabo e rabanetes, entre outros, são bons exemplos de “estimulantes” do elemento metal e consequentemente do sistema respiratório. As raízes, as couves e as leguminosas também fortalecem este elemento.

Vejamos então quais os nutrientes aliados do nosso sistema respiratório:

  • Enxofre, presente no alho, na cebola, alho-francês e nas couves; são alimentos que ajudam em casos de asma e alergias.

  • Quercitina, um nutriente (flavonoide) essencial em casos de alergias, bronquite e asma. Os alimentos mais ricos em quercitina são: maçã, limão, cebola, frutos silvestres, trigo sarraceno, salsa, salva e os chás verde, branco e preto.

  • Vitamina B3 (Niacina), protege as mucosas da cavidade oral da irritação e da inflamação. Está presente em alimentos como: cavala, sardinha, ervilhas, favas, millet, trigo integral, arroz integral, algas (nori, wakame e hiziki), amêndoas, sementes de girassol e levedura de cerveja.

  • Ómega 3, pelo efeito anti-inflamatório. Fontes: sobretudo nos peixes gordos pela presença de EPA (ácido eicosapentaenoico), mas também nas sementes de linho (trituradas), semente de chia, sementes de sacha inchi, sementes de cânhamo e nozes.

  • Cogumelo Reishi (Ganoderma lucidum) e o Cogumelo de Sol (Agaricus Blazei Murril) pelos seus efeitos anti-histamínicos e reguladores do sistema imunológico. Indicados em bronquite, asma e alergias. Devemos optar por marcas biológicas.

  • Vinagre de Sidra (não filtrado e não pasteurizado) - também conhecido por vinagre de maçã, tem um efeito anti-inflamatório notável e é um verdadeiro anti-histamínico natural. Podemos utilizar como tempero, mas no caso de alergias sazonais, deverá ser tomado duas vezes ao dia - 1 colher sopa num copo de água - antes do pequeno-almoço e do jantar.

  • Alimentos fermentados - a permeabilidade intestinal é uma condição que pode permitir que proteínas não digeridas entrem na corrente sanguínea. Estas substâncias podem estimular o sistema imunológico a produzir anticorpos contra elas, aumentando assim a produção de histamina e sintomas alérgicos. Um boa flora intestinal é indispensável para evitar e corrigir esta condição e através da ingestão de alimentos fermentados conseguimos isso mesmo. Introduza diariamente na sua alimentação os seguintes alimentos: kombucha, miso, picles* (caseiros) e chucrute. *Podem ser comprados, mas analize primeiro o rótulo, os picles de qualidade têm que ser fermentados e no rótulo contêm apenas sal, por vezes vinagre e especiarias. Todos aqueles que contenham açúcar no rótulo não são de qualidade. Existe uma grande diferença em vegetais conservados apenas em vinagre e picles com efeito probiótico!

Ao nível das plantas medicinais, temos diversas opções que nos podem ajudar na prevenção e no tratamento das alergias, aqui ficam algumas opções.

Para a rinite alérgica:

- Perpétua-das-areias (Helichrysum italicum)

- Fumária (Fumaria officinalis L.)

- Eufrásia (Euphrasia officinalis)

- Groselheira-negra; folha (Ribes nigrum L.)

- Rooibos (Aspalathus linearis) Para a tosse: - Líquen-da-Islândia (Cetraria islandica) - Drosera (Drosera rotundifolia) - Tanchagem-maior (Plantago major L.) - Malva (Malva sylvestris) - Malvavisco ou Alteia (Althaea officinalisL.)

Algumas podem ser tomadas em infusão, outras em cápsulas, comprimidos ou tinturas. Mas antes de começar a tomar qualquer tipo de plantas, aconselhe-se previamente com o seu naturopata e com o seu médico.

(1) Não se trata de uma guerra ao leite e aos lácteos, mas efectivamente é muito importante que no caso de patologias respiratórias este alimentos sejam evitados ou retirados da dieta durante determinado período. Porquê? A razão é simples. Entre os vários componentes que existem nos lacticínios, a caseína (uma fosfoproteína) é a principal “inimiga” nos casos de asma, bronquite e alguns eczemas. Tudo isto, porque esta substância no nosso organismo, durante o processo de digestão, transforma-se em casomorfina, uma palavra estranha para denominar uma substância que actua como um opióide (com efeito narcótico) que actua como um libertador de histamina, a substância que que activa as reacções alérgicas e a broncoconstrição, entre outras. Ou seja, os lacticínios podem desencadear crises alérgicas, piorar determinados eczemas ou estados asmáticos. Diversos estudos (2) efectuados comprovam uma melhoria nos casos de asma perante a ausência de leite e seus derivados na dieta diária, sobretudo nos casos onde existiam processos inflamatórios.


(2) ​https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/19932941

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/27542726

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4586534/

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/1374738


#nutrição #alergias #naturopatia #fitoterapia #primavera

Subscreva a newsletter e receba gratuitamente o meu eBook:         "Dicas de uma naturopata para uma vida saudável e feliz"

MARCAÇÕES

 919 057 881     

       

 mariajoao@espacovida.net

CONSULTAS ON- LINE   

       

CONSULTAS PRESENCIAIS

Espaço Terapêutico Conchas (LISBOA)

  • Instagram
  • Preto Ícone LinkedIn
  • Pinterest
© Naturopatia by Maria 2020