Chakras. Muladhara, a porta da Terra

Atualizado: Abr 10



Os chakras (ou chacras) são centros de energia Humana descritos como vórtices pulsantes tridimensionais que podem ser vistos como túneis ou cones, que giram ritmicamente do ponto médio para o exterior. Os hindus localizam sete chakras importantes no eixo vertical do corpo energético, que correspondem à coluna do corpo físico, e um grande número de chakras menores noutras partes da sua superfície.

Segundo a sabedoria antiga, a energia na forma de luz é atraída para a parte imaterial do corpo, que atua como um prisma, decompondo-o em sete correntes que correspondem às bandas de frequência do espectro de cores.

Acredita-se que os chakras, que podem ser considerados transmissores ou transformadores de energia, vibram com uma frequência característica enquanto distribuem energia por todo o corpo.

Os padrões de energia ao redor de cada chakra, embora sempre mudando, são principalmente de uma determinada cor cujas vibrações correspondem à sua frequência básica.

Nas tradições primitivas, cada chakra também era associado a uma nota musical, uma forma simbólica e certos elementos da mesma frequência vibracional característica (que varia de acordo com a tradição).

Certas tradições também atribuem planetas aos chakras, sugerindo que eles são sensíveis à influência planetária e fornecem uma base física para a astrologia. Recentemente, os chakras também foram associados à localização e ao funcionamento de importantes plexos nervosos no corpo, cada um dos quais está conectado a glândulas do sistema endócrino. Portanto, acredita-se que o menor desequilíbrio de energia em qualquer chakra influencie a glândula correspondente, levando a flutuações hormonais que produzem mudanças imediatas no humor, respiração, digestão, sistema nervoso e até na nossa intuição.

Chakra raíz - Muladhara: a porta da Terra (Mula=raíz e Adhara=suporte)

Considerado o primeiro chakra, Muladhara conecta-nos com a energia da Terra, é ele que nos permite estar ancorados, com os pés bem assentes na Terra, concentrados, seguros, estáveis, vitais, generosos e até sensuais. Reluz um vermelho brilhante, como o núcleo do planeta Terra, está localizado na zona do períneo, e é activado pela entoação do mantra: LAM. É regido pelos planetas Terra e Saturno e daí as suas características de sobrevivência, de segurança, das necessidades físicas básicas e de enraizamento. Tem como glândulas endócrinas associadas as suprarrenais (ou adrenais), e os meridianos de fígado e intestino grosso (segundo a Medicina Tradicional Chinesa).

Quando este centro energético se encontra desequilibrado promove a insegurança, o egocentrismo, os comportamentos violentos, a raiva e a desconexão com a natureza.

O que activa ou equilibra este chakra?

- Minerais: ágata de fogo, heliotropo, granada, rubí, quartzo fumado.

- Aromaterapia: óleos essenciais de Cipreste, Mirra, Pachulí, Cedro e Lavanda.

- Ásanas de Yoga: Padmasana (Lótus), Malasana, Virabhadrasana II ( Guerreiro II) e Anjaneyasana (entre outras).

- Alimentos: tubérculos (vegetais que crescem em direcção ao interior da Terra), alimentos ricos em proteína e frutas vermelhas.

- Mantra: Lam. Sente-se em posição de lótus, coloque as mãos sobre o a localização deste chakra e entoe diversas vezes o mantra LAM.

- Meditação: de pé, num sítio tranquilo e depois de algumas respirações profundas, visualizar uma luz vermelha, luminosa e vibrante que nasce no nosso períneo e progressivamente vai descendo pelas nossas pernas, joelhos, tornozelos e que sai pelas plantas dos nossos pés até ao centro da Terra, como se fossemos uma árvore cujas raízes descem em direcção à terra. Ver essa imagem durante alguns minutos e repetir todos os dias.

#chakras #naturopatia #yoga #bemestar

AQUI ou se preferir, envie uma sms ou WhatsApp para marcar a sua consulta.

MARCAÇÕES

  • Instagram
  • Pinterest
© Naturopatia by Maria 2020

mariajoao@espacovida.net

       919 057 881
Dias úteis das 10h às 16h.

CONTACTOS