BLOG

A morte dá-nos impulso para viver a vida

Atualizado: 24 de jun. de 2020




Se já estás a torcer o nariz ou a pensar em não ler, então eu diria que este artigo é mesmo para ti!

Não irei abordar o lado duro e triste da morte de quando parte alguém, mas sim o que de bom e positivo ela nos pode trazer. E sim... há um lado positivo com a eventual proximidade da morte e é à volta disso que se desenvolve este artigo.

Muitas pessoas não gostam de falar da morte. Diria até que a maioria de nós evita este tema. Evitamos falar e evitamos pensar nela. Como se isto tornasse a morte mais distante ou até a pudesse adiar.

Um dia, talvez tivesse pensado assim, mas hoje não penso.

A morte, é tão natural como o nascimento. Mas em vez de um princípio, é um fim, um fim de ciclo neste planeta, um fim de ciclo para este corpo que nos transporta. Mas talvez por ser dolorosa, triste e por evitarmos falar nela, é que ainda se torna mais dura e mais difícil de aceitar em certas circunstâncias.


Mas vamos então centrarmo-nos do que nos traz de positivo este tema.

Quase todos nós achamos que vamos morrer velhinhos. E ainda bem! No entanto, quando lidamos de perto com um diagnóstico mais grave de saúde, daqueles que ameaçam a vida, começamos automaticamente a repensar a nossa trajectória, os nosso sonhos por concretizar, os viagens por fazer, as palavras por dizer...

E é por isso que volto a dizer: a morte, faz-nos (re)pensar na vida.

Relembra-nos que podemos corrigir trajectória todos os dias, tendo consciência do nosso lado efémero e transitório por este planeta.

Pensamos que se calhar está na hora de fazer acontecer tudo aquilo que desejamos - para nós e para os outros - está na hora de viver verdadeiramente no agora, no presente, porque essa é a única certeza que todos temos, a certeza que o momento presente acontece! Então este é o lado positivo quando existe a proximidade da morte, este é o lado que nos ajuda a fazer acontecer

A fazer acontecer na nossa VIDA.